Após mais de um ano de testes, a Amazon inaugurou o seu “supermercado do futuro”, o Amazon Go. Sem a presença de atendentes nem a necessidade de passar as compras no caixa, a loja – localizada no número 2131 da Sétima Avenida, em Seattle – abriu oficialmente ao público nesta segunda-feira (22). Ela funciona das 7h às 21h.

É isso mesmo: basta retirar o produto da prateleira e ter o aplicativo da Amazon instalado – o app identifica, por meio de um sistema de (muitas) câmeras e QR Codes, quando um produto é retirado da gôndola. Automaticamente, ele é adicionado à lista de compras. Ao passar por sensores, na saída, a conta é cobrada no cartão de crédito.

Mesmo prometendo um checkout livre de dores de cabeça, a inauguração teve resultado inverso: se, do lado de dentro, os consumidores saíam sem problemas, do lado de fora formou-se uma fila gigantesca, fruto da curiosidade com a “loja do futuro”.

Entretanto, nem todo mundo gostou da novidade. Um pequeno grupo de manifestantes se posicionou em frente à loja. A empresa tem sido criticada por substituir pessoas por máquinas e sistemas eletrônicos, aumentando os índices de desemprego nos Estados Unidos.

Antes restrita aos funcionários da gigante do e-commerce, a primeira unidade precisou se adaptar para receber os americanos: no fim de 2017, relatos davam conta de um erro na comunicação entre as gôndolas e o aplicativo da empresa, que não conseguia ler todos os movimentos dos consumidores.

Leia mais no Portal E-Commerce Brasil